segunda-feira, 14 de março de 2016

Mais de 3,5 milhões de brasileiros saíram às ruas


Na maior manifestação democrática de ruas, ocorrida no Brasil, mais de 3,5 milhões de pessoas gritaram com bravura fora DILMA, fora LULA, fora o PT e salve o juiz SÉRGIO MORO, que obrigou LULA a depor como qualquer brasileiro identificado no Art. 5º da Constituição Federal.

A maior manifestação da democracia jogou Dilma, Lula e o PT contra as cordas. Já estava na hora de o Brasil dizer um basta a toda essa pouca-vergonha que tomou conta do país.

Há motivos de sobra para a defenestração de Dilma.

(1) O pedido, bem fundamentado por Hélio Bicudo, Janaina Paschoal e Miguel Reale Júnior, está na Câmara Federal aguardando a decisão de abertura do processo de impeachment.

(2) As pedaladas fiscais, que tiveram como objetivos claros obter os votos dos beneficiários do Bolsa-Família e do Minha Casa Minha Vida, para a reeleição, foram reprovadas por unanimidade dos ministros do TCU, cujo processo por crime de responsabilidade está com o relator, senador Acir Gurgacz.

(3) No TSE o ministro Gilmar Mendes investiga supostas práticas de atos ilícitos na campanha que reelegeu Dilma em 2014, o que poderá levar também à sua cassação.

(4) As decisões tomadas pelo Conselho da Petrobras, presidida por Dilma Rousseff, que levaram a Petrobras à bancarrota, foram altamente graves e prejudiciais ao patrimônio nacional.

(5) As revelações bombásticas do senador petista Delcídio do Amaral, incriminando a presidente Dilma, Lula, o PT e políticos de outros partidos, por si sóis, já recomendam o afastamento da presidente da República.

É patético escutar o mantra do desespero: o impeachment de Dilma é uma tentativa de golpe das elites. Mas quando Collor foi cassado, o PT não manifestou nenhuma rebeldia, por quê? Collor não foi também eleito legitimamente?

O PT é muito audacioso. Ele aprofundou a cultura da ilicitude no país, como se o Brasil fosse sua propriedade. A sua audácia não tem limite. Vejam, mesmo sabendo que o movimento Vem Pra Rua iria realizar o seu protesto no dia 13, segmentos do PT, por exemplo, em Fortaleza, liderados pelo deputado federal José Guimarães e senador José Pimentel, bem como em Porto Alegre, fizeram manifestações provocativas.

O Congresso Nacional não pode omitir o clamor das ruas. O Brasil tem que ser governado por competentes e não por alinhados a segmentos corruptos, que só querem tirar proveito da coisa pública ou dos cargos que exercem, enquanto o povo mais necessitado continua na miséria, é engabelado com programas sociais eleitoreiros e não dispõe de educação pública de qualidade, de sistema público de saúde de dignidade humana e nem de segurança pública.

Um comentário:

julio disse...

Correção: sós em vez de sóis!!!